Comidas típicas da região Sudeste do Brasil – Receitas e curiosidades

comidas-tipicas-da-região-sudeste-do-brasil

A variedade de ingredientes utilizados nas receitas de comidas típicas da região Sudeste do Brasil refletem diretamente no que talvez seja a maior característica do local: a mistura de várias culturas provenientes de diversas regiões do país e do mundo.

Como resultado, podemos observar uma culinária tradicional riquíssima e variada, contando com pratos tipicamente regionais ou adaptações de receitas advindas de fora. Dessa forma, somos contemplados com um verdadeiro mar de opções, atraindo o interesse e curiosidade de turistas.

Origem da culinária da região Sudeste

Ainda na época do Brasil colonial, a grande maioria dos diversos imigrantes de origem europeia  desembarcavam justamente na região, fato que anos mais tarde resultou no maior polo industrial do país.

Como resultado, milhares de pessoas originárias de outras regiões do Brasil passaram a imigrar para o Sudeste na esperança de conseguir empregos e novas oportunidades, prática que acontece até os dias de hoje, embora em menor quantidade.

É por isso que se pode afirmar que as comidas típicas da região Sudeste do Brasil são o resultado de uma mistura entre as das outras regiões do país (com influencias indígenas e africanas) com a dos europeus, o que as tornam tão interessantes do ponto de vista histórico.

Características das comidas típicas da região Sudeste do Brasil

A região Sudeste é formada por quatro estados: São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espirito Santo. Observando sua localização geográfica, podemos conferir que se trata de uma área bem privilegiada no que se refere a variedade de ingredientes que podem ser encontrados.

Por possuir uma grande área costeira, o acesso a peixes de água salgada e frutos do mar é facilitado. Também apresenta uma variedade de rios e lagoas, proporcionando acesso a peixes de água doce e outros animais que habitam as regiões serranas. Isso sem mencionar o clima que propicia o plantio e colheita na maior parte do ano, gerando assim uma enorme variedade de frutas e legumes nativos e adaptados de outras regiões.

Receitas da culinária regional

Agora que você já aprendeu um pouco sobre as características e curiosidades que cercam as comidas típicas da região Sudeste do Brasil, vamos aprender algumas de suas mais populares receitas.

Feijão tropeiro – curiosidades

O feijão tropeiro é um dos representantes mais expressivos das comidas típicas da região Sudeste do Brasil, pois foi criado durante as expedições dos tropeiros entre São Paulo e Minas Gerais, no período colonial.

Os tropeiros eram formados por tropas de homens que desbravavam o trajeto transportado mercadorias no lombo de cavalos e bois. Nessas expedições, passavam meses marchando e passavam dias sem avistar um único povoado. Por conta disso, sua alimentação era constituída basicamente por toucinho, feijão e farinha de mandioca, pois eram ingredientes que duravam bastante tempo, característica fundamental nas viagens.

como-fazer-feijão-tropeiro-tradicional

O curioso é que, ao passar nos povoados, os habitantes acabavam conhecendo a receita e se encantando com a mesma, o que ajudou a populariza-la. É por isso que é conhecida como feijão tropeiro, em homenagem a seus bravos criadores.

Feijão tropeiro – clássico das comidas típicas da região Sudeste do Brasil

Para preparar um feijão tropeiro tradicional, você vai precisar de:

  • 1/2 quilo de feijão roxo;
  • 100 gramas de bacon;
  • 2 dentes de alho;
  • 2 linguiças calabresas;
  • 1 ½ cebola grande;
  • 2 ovos;
  • 3 maços de couve;
  • 150 gramas de farinha de mandioca;
  • 1 folha de louro.

Como fazer

Com uma panela de pressão, inicie a receita cozinhando o feijão roxo com a folha de louro. Quando o feijão estiver pronto, escorra a água e reserve o feijão (sem a folha de louro). Em uma panela, frite o bacon em seu próprio óleo, junto com a calabresa picadinha.

Descarte o excesso de óleo e coloque a cebola e o alho, deixando os ingredientes refogando em fogo baixo. Quando a cebola estiver apresentando uma coloração dourada, quebre os ovos e jogue diretamente na panela, mechando-os junto aos outros ingredientes.

Quando os ovos atingirem o ponto correto (semelhante a consistência de uma omelete) junte o feijão e a couve (já picada) e continue mexendo. Assim que a couve estiver devidamente refogada, coloque a farinha de mandioca e misture tudo. Agora é só servir!

Frango com quiabo mineiro

O frango com quiabo mineiro é uma das mais tradicionais comidas típicas da região Sudeste do Brasil.

receita-de-frango-com-quiabo-mineiro-como-fazer

Ingredientes:

  • 1 quilo de quiabo;
  • 1 cebola;
  • 3 dentes de alho;
  • 1 frango caipira;
  • Pimenta, sal e cheiro verde.

Como fazer

Antes de mais nada, corte o frango em pedaços e tempere-o com um pouco de pasta de cebola, o sal e a pimenta. Se preferir, pode acrescentar um pouco de colorau.  Deixe-o na geladeira por cerca de 40 minutos para que pegue bem o sabor do tempero.

Enquanto isso, lave o quiabo e corte-o em rodelas. Em uma panela, refogue o quiabo com azeite em fogo baixo e mecha até que sua baba desapareça. Esse processo leva cerca de 15 minutos. Após concluir, reserve o quiabo.

O próximo passo é refogar o alho com a cebola, utilizando óleo ou azeite. Quando a cebola apresentar uma coloração dourada, junte o frango e mecha bem. Assim que estiver selado e com uma coloração dourada, acrescente meio litro de água, até cobrir o frango.

Em seguida, junte o quiabo previamente reservado e deixe reduzir em fogo baixo. Ajuste o sal se necessário e, por último, adicione o cheiro verde picadinho. Viu como é fácil?

Cuzcuz paulista – como fazer

Essa é bastante popular nos restaurantes de São Paulo, e provavelmente uma das mais apreciadas comidas típicas da região Sudeste do Brasil. O cuscuz paulista não é apenas delicioso, como também um prato lindo de se ver.

comidas-tipicas-da-região-sudeste-do-brasil-cuzcuz-paulista

Ingredientes:

  • 1 cebola;
  • Azeitonas pretas (de preferência sem caroço);
  • Meia lata de ervilhas;
  • Meia lata de milho;
  • 150 ml de molho de tomate;
  • 3 ovos;
  • 1 tomate;
  • 1 pimentão vermelho;
  • 400 gramas de farinha de milho grossa;
  • Sal, pimenta e cheiro verde.

Como fazer

O primeiro passo é picar a cebola e cortar o pimentão em tiras. Em seguida, refogue-os com as azeitonas pretas, milho, ervilha e o cheiro verde no azeite. Quando a cebola já estiver com uma coloração dourada, é hora de colocar o molho de tomate, já regulando o sal e a pimenta.

Quando o molho já estiver reduzido, desligue o fogo e reserve. Pegue uma forma e a unte com azeite. Em seguida, distribua os tomates cortados em rodelas pelas bordas da forma, junto com as azeitonas e os ovos, também cortados em rodelas. Agora, volte para a panela de molho e acrescente a farinha de milho. Coloque a massa obtida na forma, leve ao fogo e espere até endurecer. Assim que esfriar, é só desenformar e comer!

*Muita gente opta por acrescentar atum na receita. Recomendamos, pois fica ainda mais gostoso!

Virado a paulista – Popular comida típica da região Sudeste do Brasil

Se algum dia você estiver em São Paulo numa segunda-feira, faça o teste: entre em qualquer restaurante que encontrar e pergunte qual é o prato do dia. O virado a paulista é uma das figurinhas mais carimbadas nos restaurantes entre as comidas típicas da região Sudeste do Brasil. Para termos uma ideia de sua importância no cotidiano local, o virado a paulista foi tombado pela Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico) como patrimônio histórico e cultural do Estado de São Paulo.

Trata-se de um prato completo, que entrega uma sustância poderosa. A origem dessa que é uma das mais tradicionais receitas paulistas tem origem na época do Brasil colonial, criada para alimentar os bandeirantes em suas expedições. Utilizando ingredientes fáceis de encontrar e resistentes ao tempo, criaram um prato que lhes entregava a energia necessária para desbravar os caminhos da época, além de ser delicioso.

Ingredientes (para 1 prato):

  • 200 gramas de arroz branco;
  • 1 ovo;
  • 1 banana;
  • 200 gramas de feijão;
  • 30 gramas de farinha de milho (cerca de 3 colheres de sopa);
  • 10 gramas de farinha de mandioca (cerca de 1 colher de sopa);
  • 50 gramas de torresmo;
  • 1 cebola;
  • ½ gomo de calabresa;
  • 1 bisteca;
  • Couve.

Como fazer

Para fazer o tutu de feijão, separe 100 gramas do feijão já cozido e bata no liquidificador. Junte a pasta obtida com os outros 100 gramas de feijão e adicione a farinha de milho já misturada com a farinha de mandioca. Mecha até formar uma pasta de consistência macia e está pronto. Para montar o prato de virado a paulista: coloque o arroz branco com o tutu de feijão ao lado, e junte a calabresa, a banana, o ovo, o torresmo, a couve e a bisteca fritos. Agora é só comer!

Moqueca capixaba – culinária do Espirito Santo

A moqueca capixaba é um clássico da culinária do Espirito Santo, sendo uma das muitas comidas típicas da região Sudeste que leva o peixe como ingrediente. A principal diferença entre a moqueca capixaba e a moqueca nordestina se dá pelo peixe utilizado: enquanto na versão nordestina se utiliza principalmente o cação, na variante do Sudeste se utiliza o badejo ou o robalo. Aprenda a seguir como fazer esse maravilhoso prato.

Ingredientes:

  • Meio quilo de robalo (ou badejo);
  • 1 cebola;
  • 2 dentes de alho;
  • 4 tomates maduros;
  • Urucum;
  • 2 limões;
  • Pimenta, sal e cheiro verde.

Como fazer

Antes de mais nada, corte o peixe em postas e coloque-o em uma marinada água, sal e um limão, deixando-o descansar por cerca de meia hora. Enquanto isso, pique a cebola, o alho e o cheiro verde, misturando-os a fim de formar uma pasta.

Forre o fundo de uma panela com parte da pasta obtida e azeite e, em seguida, adicione as postas de peixe. Termine de montar colocando a parte restante da pasta por cima do peixe, cobrindo tudo com as rodelas de tomate e esprema um limão por cima.

Salpique 30 gramas de urucum por cima (cerca de 3 colheres de chá), misture com azeite de oliva e leve ao fogo baixo por cerca de meia hora. Quando o peixe e o tomate começarem a liberar água, aumente o fogo e deixe por mais 20 minutos para reduzir o molho. Verifique o sal e sirva!

Comidas típicas da região Sudeste do Brasil

Gostou de aprender a como fazer algumas das comidas típicas da região Sudeste do Brasil? Compartilhe!!!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*