Comidas típicas da região Nordeste do Brasil | Culinária nordestina

comidas-típicas-da-região-nordeste-do-brasil

As tradicionais e diversificadas comidas típicas da região Nordeste do Brasil representam muito bem as belezas naturais e características do povo nordestino. Considerada parte integral da cultura local, a culinária é conhecida como uma das mais apreciadas do país, conquistando o paladar de turistas advindos do mundo inteiro.

As comidas típicas nordestinas são o resultado de séculos de interações entre culturas, tendo em vista a diversidade cultural brasileira. Conheceremos a seguir as origens e principais características da culinária da região, ensinando a como fazer 7 receitas tradicionais.

Comidas típicas da região Nordeste do Brasil – Características

Cada prato possui suas peculiaridades e características que o tornam único, entretanto, todos eles apresentam certas semelhanças entre si. A principal delas sem dúvida está na aparência: todos eles nos contemplam com um colorido alegre e marcante, que nos remete automaticamente a outros elementos da cultura nordestina, como as vestimentas utilizadas nas festas populares. A apresentação do prato é um espetáculo à parte.

Outra notável semelhança entre as comidas típicas da região Nordeste se dá justamente no aspecto mais importante: o sabor. Independente do ingrediente principal, se frutos do mar ou carnes, os pratos apresentam um sabor forte e de personalidade única, sem similares no mundo. Isso se dá graças a combinação de ingredientes confeccionados a partir de elementos encontrados na região, listaremos abaixo alguns dos mais populares.

Origens da culinária nordestina

A culinária nordestina apresenta características únicas no mundo, com uma identidade muito marcante. Entretanto, estudando suas origens, podemos verificar que suas influencias provem principalmente da culinária africana.

Isso pode ser verificado principalmente por volta do século XVI, época do início do tráfico de escravos africanos para o Brasil. Os navios não só traziam escravos da África, como também sementes e plantas do continente, como o dendezeiro (espécie de palma cujos frutos são a matéria prima para a fabricação do azeite de dendê).

Além disso, os próprios costumes e métodos utilizados pelos africanos em sua culinária passaram a se disseminar pela região. Misturando-os com alguns costumes europeus, o resultado é o que vemos hoje: uma culinária rica, saborosa e de identidade própria.

Elementos de base dos pratos – Manteiga de garrafa

Fabricada de maneira artesanal a partir de leite de vaca, caracteriza-se principalmente por se manter no estado líquido a temperatura ambiente. Possui esse nome pois é comercializada em garrafas de vidro, em sua maioria reaproveitadas. Amplamente consumida pelos habitantes locais, a manteiga de garrafa forma a base de uma grande parte das comidas típicas da região Nordeste do Brasil.

Carne de sol

Também chamada de carne do sertão, esse tradicional prato nordestino é o resultado de uma técnica utilizada para conservar os alimentos originários de animais mamíferos, como por exemplo, o boi ou o bode. O processo se dá salgando a carne e deixando-a desidratar em seguida.

É importante lembrar o seguinte: a carne de sol é diferente da carne seca, apesar de muitas pessoas acreditarem se tratar do mesmo alimento.

A principal diferença entre as duas se dá no processo de desidratação: enquanto a carne de sol desidrata em lugar ventilado (conferindo-lhe um sabor menos salgado), a carne seca leva mais sal e é desidratada ao sol, deixando-a mais salgada do que a primeira.

Azeite de dendê – ingrediente típico da culinária nordestina

culinaria-nordestina-azeite-de-dende-nordestino

O azeite de dendê é, sem dúvidas, um dos ingredientes mais tradicionais e conhecidos das comidas típicas da região Nordeste do Brasil. Também conhecido como azeite de dendém ou óleo de palma, é confeccionado a partir de um fruto colhido de uma espécie de palmeira conhecida por Elaeis guineensis (dendezeiro), originária da África e trazido pelos europeus por volta do século XVI. Os pratos preparados com azeite de dendê como base impressionam na apresentação, proporcionando uma coloração alaranjada e bastante viva. Seu sabor é forte e marcante, sem nenhum similar.

Peixes e frutos do mar

Algumas das mais conhecidas e tradicionais comidas típicas da região Nordeste levam em sua composição peixes e frutos do mar. Podemos encontrar esses ingredientes principalmente em regiões litorâneas, onde a prática da pesca existe a séculos.

Comidas típicas da região Nordeste do Brasil – Exemplos e receitas

Agora que você já aprendeu um pouco da história, origem e principais ingredientes base da culinária nordestina, chegou a hora de apresentarmos X exemplos de alguns dos mais populares pratos típicos da região.

Acarajé – Receita

culinária-nordestina-receita-acarajé

Como fazer:

Para a massa:

  • 1/2 kg de feijão fradinho;
  • 2 cebolas sal azeite-de-dendê para fritar.

Deixe o feijão de molho em água, de um dia para o outro, até que o feijão fique bem inchado. Descasque grão por grão, tirando o olho preto. Depois passe na máquina de moer ou liquidificador junto com as cebolas. Tempere com sal a gosto e bata até que a massa levante bolhas. Com a ajuda de uma colher, jogue montinhos de massa no azeite-de-dendê quente e deixe fritar. Em seguida, prepare o recheio.

Recheio do acarajé:

  • 2 colheres (sopa) de azeite-de-dendê;
  • 2 colheres (sopa) de azeite;
  • 2 dentes de alho amassados;
  • 250 g de camarão (seco) picado;
  • 1 cebola picada;
  • 1 tomate (sem pele) picado;
  • Cheiro-verde e coentro picados;
  • 4 pimentas-malagueta amassadas;
  • Sal se precisar.

Para preparar o recheio dessa que é uma das mais populares comidas típicas da região Nordeste do Brasil, doure o alho no azeite e no azeite-de-dendê. Junte todos os ingredientes da receita e deixe cozinhar em fogo brando até formar um bom molho, de consistência mais densa (semelhante a um purê). Corte os acarajés ao meio e recheie com um pouco desse molho.

Moqueca de peixe e camarão – como fazer o clássico da culinária nordestina

como-fazer-moqueca-de-peixe-com-camarão

Como fazer:

  • 1 kg de cação em filés;
  • 1/2 kg de camarão limpo;
  • sal — limão — molho de pimenta;
  • 1 xícara (chá) de óleo;
  • 2 colheres (sopa) de azeite-de-dendê 6 dentes de alho amassados;
  • 2 cebolas em fatias;
  • 1 folha de louro;
  • 4 tomates (sem pele) picados;
  • coentro — salsa — cebolinha verde;
  • 1 pimentão verde;
  • 2 vidros de leite de coco.

Inicie esse clássico da culinária nordestina temperando e separado o peixe e o camarão com sal, alho, molho de pimenta e limão. Leve ao fogo uma panela com o azeite de dendê e o óleo, doure o alho e as cebolas, junte o camarão escorrido, misture bem, acrescente os tomates, o peixe, os cheiros-verdes picados, o pimentão cortado fino, o vidro de leite de coco, tampe e deixe cozinhar até que o peixe fique macio mas inteiro. Regue com o outro vidro de leite de coco, prove o sal e a pimenta. Sirva com arroz de coco.

Carne seca desfiada e refogada – como fazer a clássica comida nordestina

como-fazer-carne-seca-desfiada-comidas-nordestinas

Como fazer:

  • 1 kg de carne seca
  • 1 xícara (de chá) de óleo
  • 3 cebolas grandes
  • 4 dentes de alho esmagados 1 folha de louro
  • 3 tomates (sem pele) picados
  • 100 g de toucinho defumado
  • 1 amarrado de cheiro-verde
  • Sal e pimenta
  • 1/2 kg de abóbora madura
  • 2 maços de couve-manteiga

Deixe a carne de molho a noite toda. No dia seguinte, escorra, troque a água e deixe cozinhar até ficar macia. Em uma panela, à parte, faça um refogado com óleo, cebola e alho. Junte a carne seca bem escorrida e deixe fritar bem. Adicione os tomates, o louro e a pimenta. Prove o sal. Deixe refogar até ficar bem solta. Prepare agora, o quibebe. Faça um refogado com os temperos, junte abóbora em pedaços pequenos, tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar em fogo brando.

Não deve desmanchar. A parte, prepare a couve, refogando em alho e óleo, e tempere com sal e pimenta. Em uma travessa arrume no centro a carne. Faça uma guarnição, intercalando porção de abóbora e porção de couve. Sirva com farinha de mandioca torrada na margarina.

Camarão na moranga – Uma das mais populares comidas típicas da região Nordeste

camarão-na-moranga-comidas-típicas-da-região-nordeste-do-brasil

O camarão da moranga é outro clássico bastante apreciado entre as comidas típicas da região Nordeste do Brasil.

Como fazer:

  • 1 moranga de bom tamanho 1 copo de requeijão;
  • 3 colheres (sopa) de margarina;
  • 6 dentes de alho amassados;
  • 3 cebolas grandes raladas;
  • 1 kg de camarão limpo – limão;
  • 1 cálice de conhaque – sal;
  • 6 tomates (sem pele) – coentro picado cheiro-verde picado – molho de pimenta;
  • 1 colher (chá) de curry;
  • 1 lata de creme de leite.

Camarão na moranga com certeza é uma das mais populares comidas típicas da região Nordeste do Brasil. Vamos iniciar a receita preparando o molho: doure o alho na margarina, junte as cebolas e deixe refogar bem. Acrescente o camarão temperado com sal e limão (escorra antes de pôr na panela para não juntar água), deixe fritar um pouco. Aqueça o conhaque em uma panelinha, acenda e flambe o camarão. Quando apagar a chama, acrescente o curry, os tomates bem picados, o coentro, prove o sal e tempere com molho de pimenta.

Processo de cocção

Diminua o fogo e junte o creme de leite, misturando sempre, até cozinhar sem ferver. Apague o fogo e deixe descansar um pouco. Lave e enxugue a moranga. Com uma faca afiada, corte uma tampa na parte de cima. Com uma colher e a faquinha, vá escavando a moranga, até tirar todas as sementes e uma boa parte da polpa da moranga. Passe um guardanapo úmido dentro da moranga.

Espalhe o requeijão, untando toda a moranga por dentro, recheie com o molho de camarão, tampe com a tampa tirada da moranga, envolva toda eia em papel alumínio e leve ao forno para assar em banho-maria por 1 hora ou até que a parte de dentro da moranga fique macia. Isto se vê, retirando com cuidado a tampa e espetando um garfo na polpa da moranga. Se não estiver boa, tampe novamente, feche bem com o papel e deixe no forno (não deixando faltar água fervendo no banho-maria). Sirva esse clássico da culinária nordestina com arroz branco.

Camarão ao Recife – culinária nordestina

Como fazer:

  • 2 cebolas em fatias;
  • 6 tomates (sem pele) picados – coentro – cebolinha verde;
  • 2 vidros de leite de coco;
  • molho de pimenta;
  • sal – salsa picada.

Creme branco:

  • 2 colheres (sopa) de óleo 1 cebola ralada;
  • 1 litro de leite;
  • 1 vidro de leite de coco;
  • 1 caixa de creme de arroz sal – pimenta-do-reino.

Inicie esse tradicional prato da culinária nordestina temperando o camarão com limão e reserve. Leve ao fogo uma panela com o óleo e o azeite de dendê. Doure o alho, e as cebolas. Escorra o camarão, junte ao refogado e deixe cozinhar, sem tampar. Acrescente o coentro, os cheiros-verdes picados, os tomates e o leite de coco. Tempere com pimenta, prove o sal e deixe apurar em fogo brando.

Prepare o creme: doure uma cebola ralada, no óleo. Misture e passe pela peneira 1 litro de leite, 1 vidro de leite de coco, o creme de arroz e misture ao refogado de cebola e óleo, mexendo sempre, até ficar cremoso. Tempere com sal e pimenta-do-reino. Sirva com o camarão.

Cabrito assado – Tradicional comida nordestina

Como fazer:

  • 1 ou 2 quartos traseiros de carne de cabrito;
  • limão – toucinho defumado;
  • sal – alho – pimenta-do-reino e malagueta;
  • um ramo de alecrim;
  • 1 copo de vinho branco (seco) 1 amarrado de cheiro-verde;
  • 1 cebola em fatias;
  • Orégano;
  • 1/2 xícara (chá) de óleo;
  • 4 colheres (sopa) de margarina 10 cebolinhas pequenas;
  • 4 maçãs.

Modo de preparo

Ao preparar esse clássico da comida nordestina: limpe, lave e passe bastante suco de limão no cabrito. Com uma faca afiada faça pequenos cortes e introduza pedaços de toucinho defumado. Tempere com todos os temperos acima e deixe descansar até o dia seguinte. Tire o cabrito da vinha-d’alhos, arrume em uma assadeira grande, regue com margarina derretida, cubra com papel alumínio e leve ao forno quente para assar. Coe a vinha-d’alhos, junte um pouco de óleo e vá regando o cabrito, de vez em quando, até ficar macio. Retire o papel para o cabrito corar. Acrescente as cebolinhas e as maçãs descascadas, cortadas em 4 partes (sem as sementes), deixe assar sem mexer. Passe o cabrito para uma travessa. Guarneça com as cebolinhas e as maçãs. Sirva com arroz.

Comidas típicas da região nordeste – Coloridas e deliciosas

Gostou de aprender sobre as origens, características e como fazer as maravilhosas comidas típicas da região Nordeste do Brasil? Compartilhe!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*